Papel de parede: como escolher o ideal para sua decoração

Home  >>  Estilo e Decoração  >>  Papel de parede: como escolher o ideal para sua decoração

Papel de parede: como escolher o ideal para sua decoração

   Estilo e Decoração ,   outubro 22, 2015  Comente Visualizações: 1.338

 

papel-de-parede-1

O papel de parede é uma arma poderosa na decoração da casa. Investir no material pode te ajudar a mudar completamente a cara de qualquer cantinho – dando vida desde à sala de estar até às paredes de um corredor ou escadaria.

“Geralmente, o efeito estético agrada e contribui muito com a decoração do ambiente. Dependendo da textura ou desenho, pode-se criar ilusão de ótica, dando amplitude no local instalado, ou mesmo um efeito mais aconchegante e intimista. Muitas vezes, também, os papéis de parede podem exercer funções acústicas e térmicas para o ambiente”, comenta Graziella Aguiar, arquiteta e consultora da Master House Manutenções e Reformas.

Assim, escolher um papel de parede para decorar um cômodo pode fazer com que ele pareça maior ou menor, mais ou menos iluminado, aconchegante ou espaçoso. A variação de cores, texturas, estampas e padronagens também pode criar um visual moderno ou tradicional para o ambiente – tudo depende do seu objetivo na hora de pensar a decoração.

Para além das vantagens estéticas, o papel de parede também é bastante vantajoso do ponto de vista prático: a instalação é frequentemente muito simples e não deixa resíduos nem cheiros na casa. Depois de aplicado, o papel pode permanecer perfeito na sua parede por até mais de cinco anos – uma duração maior que a de algumas tintas. A limpeza também promete não causar dores de cabeça; feitos de materiais resistentes, a higienização dos papéis de parede é tranquila.

Como escolher o papel de parede ideal para o ambiente

Qualquer cômodo da casa pode ser decorado com papel de parede? Sim, desde que você leve em conta o material de fabricação, tipo de aplicação e padronagem do produto. Confira algumas dicas para escolher o modelo perfeito para cada cômodo.

Quartos

Como são ambientes geralmente pouco úmidos, os quartos recebem bem qualquer tipo de material. Entretanto, para quartos infantis o mais recomendável é a utilização do papel de parede vinílico, uma vez que a lavagem é mais prática e ele acumula menos poeira que outros materiais.

Na hora de escolher, “o ideal é que o usuário se identifique com o produto – cor, estampa, padrão e textura”, lembra Thelma Sgarbi. Assim, o mais importante é que a escolha esteja alinhada com a personalidade e o gosto de quem utiliza o quarto.

Salas

Tanto em salas de estar quanto em salas de jantar, a aplicação do papel em uma única parede é uma boa pedida para turbinar a decoração sem criar um efeito visual pesado quando combinado com almofadas, sofás, poltronas, cortinas, tapetes e outros objetos. Quem preferir, pode optar pela aplicação de tons mais neutros em todas as paredes, causando uma sensação mais tradicional e aconchegante.

Quanto ao material, assim como nos quartos, a sala é um ambiente seco e que não demanda muitos cuidados. Pela praticidade na limpeza e longa duração, o vinílico pode ser o preferido de quem recebe muitas visitas ou tem animais de estimação.

Cozinhas

Na cozinha, as aplicações mais comuns são as que não ocupam todas as paredes. Escolha uma parede para ser o ponto focal, ou aproveite as áreas entre bancadas e armários para fazer uma aplicação de meia parede.

Como a cozinha tende a ser um ambiente mais úmido, por conta de vapores, evite a escolha de papel de parede de celulose, já que eles são menos resistentes à umidade.


Home office

Secos e sem umidade recorrente, os escritórios e os home offices são ambientes que podem dispor de qualquer material de papel de parede – tudo depende da sua preferência pessoal.

Quem preferir ambientes menos carregados visualmente, algo que favorece a concentração, deve optar por tons neutros e estampas discretas em aplicações em todas as paredes. Se quiser ousar nas cores e padronagens, selecione outros tipos de aplicação: apenas em uma parede, ou utilizando apenas meia parede.

Banheiros

O principal fator a ser considerado na hora de escolher o papel de parede ideal para um banheiro ou lavabo é o material. Como é um ambiente sujeito à alta umidade e vapor, o tipo mais recomendado é o vinílico, por sua resistência à água e maior durabilidade e facilidade de limpeza.

Como o banheiro é um ambiente que, frequentemente, não tem muitos objetos de decoração, o papel de parede pode ser o ponto principal de destaque do cômodo. Por isso, não hesite na hora de apostar em estampas diferentes e aplicações em todas as paredes.

Outros ambientes

Além dos cômodos mais tradicionais, o papel de parede pode ser instalado em outros ambientes e pequenos cantinhos da casa. Escolher locais inesperados para aplicar um papel de parede vai valorizar o ambiente e chamar a atenção para cantos que poderiam passar despercebidos.

Assim, o papel de parede é bem vindo em locais como corredores, varandas, paredes próximas a escadarias e até nos próprios degraus das escadas. Nesse caso, o principal e considerar o material: em ambientes mais úmidos, com grande movimentação e sujeitos a sujarem-se facilmente, deve ser aplicado o papel de parede vinílico. Em ambientes secos, fique livre para usar o tipo que mais te agrada.

Como criar um efeito harmônico com o papel de parede

Para que o papel de parede não acabe sendo o responsável pelo efeito de poluição visual do ambiente, é necessário preocupar-se com os outros itens da sua decoração. Quando for escolher cores e estampas, considere o que você já tem de móveis e acessórios no cômodo que receberá a instalação.

Se a ideia é aplicar o papel em apenas uma parede, no teto, em faixa ou em só meia parede, de forma de a tinta ainda apareça, a harmonia depende a coordenação das cores do papel com a da parede pintada. Assim, opte por estampas com tons parecidos ou que combinem com a cor da sua tinta – pode ser no fundo ou nos detalhes do desenho. Além disso, é bom evitar o combo estampa marcante e tinta de cor forte, pois isso pode causar incômodo e desconforto visual.

“O ideal é escolher a estampa ou textura de acordo com outros elementos do ambiente, como cor de tapete, tecido do sofá, almofadas e cortinas. Se a escolha partir para um papel colorido e mais extravagante, o ideal é optar por tecidos e tapetes neutros e combinar as cores do papel nos acessórios”, é a dica de Thelma Sgarbi.

Para ver a matéria completa com muito mais dicas e referências acesse: http://www.dicasdemulher.com.br/papel-de-parede/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Menu